Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

11 setembro 2010

BUDDY RICH - Time Check

3 comentários:

APÓSTOLO disse...

Prezado TANDETA:

04 trumpetes, 03 trombones e um senhor naipe de palhetas, para o qual temos uma bela escrita e uma soberba execução.
E Buddy Rich, bem Buddy Rich.... O cidadão é perfeito em qualquer andamento e "puxa" a banda com plena autoridade.
Belo take. Parabéns !

Nelson Reis disse...

Confrade Tandeta,

Excelente postagem. Endosso tudo que o Mestre "Apóstolo" diz aí acima.
Tive um grande confrade, que deixo de mencionar o nome por, não sòmente, já ser falecido há algum tempo e, uma pessoa bem conhecida "nos círculos jazzísticos do Rio de janeiro", que de certa feita - conversando comigo - disse-me que Bud Rich não lia música e, que tinha um "outro baterista" que "passava os temas antes com ele" e, que Buddy tinha uma prodigiosa memória e, depois, executava junto com o grupo.
Que o meu finado amigo me desculpe, pois na hora em que disse isso - para não criar polêmica - somente "torci o meu nariz" E, agora, vendo essa sua postagem do Buddy "empurrando" essa "big band" não posso acreditar mesmo.

Nelson Reis

PS - Mando para v. - direto para o seu e-mail - confidencialmente, para não expor aqui - o nome do meu amigo.
NR

Andre Tandeta disse...

Nelson,
essa e' uma historia bem antiga e jamais confirmada ou desmentida.
Não creio que isso faça alguma diferença ja que estamos diante de um verdadeiro monumento a bateria no jazz. Creio que a musica produzida por Rich e sua big band e' maior do que esse tipo de questão
Abraço