Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

21 julho 2010

TEMPORADA BRASIL

A cantora Stacey Kent (45) anuncia temporada em setembro no Brasil - dia 09, Vila Funchal (SP), e dia 16, Espaço Vivo Rio (RJ). Norte-americana de New Jersey, formou-se em "Linguística" e logo se decidiu por morar em Londres, onde conheceu o saxofonista tenor Jim Tomlinson (43) e com ele se casou em 1991. A carreira, quase por acaso, começou em Londres, talvez por incentivo do próprio marido. Por isso é considerada uma cantora anglo-americana. Stacey não tem os recursos vocais de uma Sarah Vaughan. A voz pequena se escora na afinação irretocável e no bom sentido de divisão que possui. Já foi nominada ao Grammy na categoria jazz vocal. São 13 CDs lançados. O último, recentíssimo por sinal, chama-se A Fine Romance (Candid Records, 2010), recheado de baladas e sob um clima intimista, elegante. Sempre, claro, com a participação de Tomlinson no sax tenor. O "Som na Caixa" traz uma das faixas desse último CD, So Nice (Samba de Verão), dos irmãos Valle e letra de Norman Gimbel.
...........................................................................................
A Fine Romance credits:
Stacey Kent - vocals
Jim Tomlinson - tenor sax
John Pearce - piano
David Newton - piano
Simon Thorpe - double bass
Colin Oxley - guitar
Chris Wells - percussion, drums
Jeff Hamilton - drums
David Green - bass
Andrew de Jong Cleyndert - bass
Steve Brown - drums
Guy Baker - trumpet
..............................................................................................


4 comentários:

Mau Nah disse...

Tava sumido, Embaixador!
Que boa dica. Stacey é simplesmente deliciosa cantando. Quando esteve aqui foi programada de modo inadequado, em meio a duas avalanches sonoras que reduziram demais o interesse da platéia em seu set, em mais para intimista, romantico.
Estarei lá sem falta.
Abraços.

Mario disse...

No Vivo Rio é dose! O pouco caso que a platéia fez de Stacey quando cantou no Tim Festival, conforme bem comentou MauNah, mostra que essa ótima cantora deveria estar num lugar bem mais intimista, aí seria perfeito.
Da última vez que estivemos no Vivo Rio para ver Arturo Sandoval, pude ver a cara de insatisfação dos membros do CJUB, à medida que saiam porta afora.
Não foi culpa do Sandoval, ele teve que fazer um show para agradar gregos e troianos, mas os gregos não ficaram satisfeitos.
A platéia pouco entende dessa gente, com certeza 99% nunca ouviu falar de Stacey Kent.
O outrora bom e velho Mistura Fina seria um lugar mais que perfeito.

APÓSTOLO disse...

Muito bom: afinação, divisão e uma senhora produção.
Todavia, a meu juizo e correndo o risco de desagradar a gregos e troianos, temos melhor no Brasil = Cecília Dale com sua série "Standards In Bossa"(I, II, III e IV, com o aval de Roberto Menescal).

JoFlavio disse...

Grande Apóstolo.
Cecilia Dale é uma empresária de grande de prestígio no ramo de decorações, além de móveis e acessórios. Nas horas vagas, gosta de cantar. E até tem bom-gosto. Mantém faz tempo uma parceria com Roberto Menescal (Albatroz). Mas longe de ser comparada a uma Stacey Kent. Longe mesmo.