Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

10 março 2010

(MEIO) PROGRAMA DE PRIMEIRA NO RIO



Não sei se estou passando notícia requentada, mas não tinha sabido do evento até domingo passado, quando, fazendo hora na fila de uma bilheteria para cinema, decidi vasculhar um daqueles suportes de cartões com propagandas gratuitas. E me surpreendi com o programaço estampado no cartão ao lado.
Nada menos que as apresentações de um timaço de músicos cariocas, no confortável CCBB, no centro do
Rio, em 2 horários, 12:30 e 19:30 hrs, em torno do samba-jazz.
Tudo do que mais gostamos, e com gente que estrelou (e que estreou também) nas saudosas noites produzidas pelos cjubianos em passado recente.

Assim, lá estarão, ainda em março, às terças feiras (depois dos Copa 5 & João Donato, Hamleto Stamato & Raul de Souza e Henrique Band & Antonio Adolfo, - estes últimos ontem, e eu os perdi!):

No dia 16: David Feldman & Paulo Moura;
No dia 23: Sambajazz Trio & Maurício Einhorn;
No dia 30: Almanaque Samba-Jazz Band & Hector Costita.

Uma pena que não soube desse programaço antes, mas há, dentro da perda, algo positivo e muito alvissareiro. No alto do cartão há uma frase que me deixa cheio de esperança de dias melhores para a música instrumental de alto nível, no Rio. Está lá: "Banco do Brasil apresente e patrocina".

Abraços.


P.S.: O filme, imperdível, chama-se " O Segredo dos Seus Olhos" e ganhou o Oscar de melhor filme estrangeiro. É argentino e sensacional. Abs.

7 comentários:

figbatera disse...

Excelente programação do CCBB, patrocinada pelo Banco do Brasil.
Que muitos outros eventos deste porte aconteçam por lá e em outros centros culturais.
Nós merecemos!

Beto Kessel disse...

Se conseguir, vou tentar passar la para ver o SambaJazz Trio com Mauricio Einhorn...Improvisacao pura.

Alias,toda a programacao e da pesada.

espero que tenham tido casa lotada, para que continuem programando musica de qualidade.

Abs,

Beto Kessel

SAZZ disse...

Maunah,

Realmente quem é frequentador das 5as feiras da Modern Sound sabia da programação com antecedência, inclusive esteve presente na super apresentação do Raulzinho, nosso gigante trombonista.
Para outros interessados é bom saber que a bilheteria abre as 10:00h nas terças e 10:30h já não tem mais ingresso ao custo de R$ 6,00 ( SEIS REAIS !!! ).

SAZZ

Érico Cordeiro disse...

Maravilha!
Parece que nem tudo está perdido.
Bem que o Banco do Brasil poderia levar esse projeto para outras cidades do país!
Abraços aos amigos cjubianos!

Mau Nah disse...

Sazz,
esse é exatamente o meu ponto. Além do pessoal da velha guarda(sem preconceito, me incluo aí) que frequenta esse reduto de música ao vivo diária, alguém teria visto avisos/anúncios dessa programação em outros lugares?
Eu que leio jornal todo dia - verdade que não tenho lido os cadernos "B" nem Segundo - não vi nenhuma chamada.
Houve?
Abs.

Mario disse...

Pela informação que tive o BB distribui 90% dos ingressos a quem lhe interessa, sobram apenas 10% para os que vão à bilheteria. Já soube de um caso que o interessado retornou sem conseguir entrar.

Roberto Murilo disse...

Saiu reportagem no segundo caderno do Globo. É uma pena que o auditório é pequeno.Não consegui comprar ingresso, pois é muito barato e eles começam a vender às 19 horas no dia do show. Quem assistiu já compra para a semana seguinte. A série de arranjadores que aconteceu em janeiro foi a mesma coisa.Gostaria de assistir aos shows dedicados ao Radamés e ao Moacyr Santos e não consegui.