Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

27 outubro 2009

NOVA EDIÇÃO DO "GLOSSÁRIO DO JAZZ"

Mestre MaJor, tambem conhecido como Mario Jorge Jacques, presenteou-nos, muito gentilmente, com a segunda edição de seu livro-referencia com aquele titulo. Trata-se de uma obra de grande qualidade, escrita por um especialista de vasta experiencia e sobretudo, grande amor ao JAZZ, ora atualizada (ele sempre vai achar que precisa).

Trata-se de material obrigatório para todos aqueles que procuram ampliar seu conhecimento a respeito, contendo não apenas os verbetes desejáveis mas verdadeiras aulas sobre cada um, e em inúmeros casos, todo um entorno de fatos curiosos que os transformam, de simples termos de consulta, em deliciosos motivos para que o autor estenda o seu farto conhecimento sobre o tema, de maneira muito agradável ao leitor.

Como exemplo, tomamos aleatoriamente o termo chorus (plural choruses)e obtivemos não só o que representa, com as varias possibilidades em que foi e é usado, como também a sensacional história de um dos mais famosos encadeamentos deles - ali, no sentido da série de improvisos -, executados pelo saxofonista Paul Gonsalves em 1956, no Newport Jazz Festival, quando se apresentava na banda de Duke Ellington. E em como transformou, com seus 27 choruses no sax-tenor, um concerto até então morno, numa festa memorável... Mais, só lendo.

Isso tudo faz do Glossário do Jazz, ora refrescado, mais do que um livro de referência. Transforma-o numa saborosa leitura para aqueles que se interessam pelo jazz, seus personagens e inúmeros outros aspectos relacionados com música em geral. É livro de cabeceira, catecismo, bíblia, ou o que mais quiserem chamar.

Mais uma vez, Mestre, obrigado pelo presente, e parabéns pela renovação dessa tão importante fonte de referência para as comunidades de lingua portuguesa.

Grande abraço.

Em tempo: esqueci de contar que o prefácio à edição é de outro Cjubiano, nosso caro Mestre Llulla.

Em tempo 2: tendo escrito o post de cabeça, longe do livro, disse que o Newport mencionado foi o de 57. Estava errado. Foi em 1956 essa célebre performance de Gonsalves, que fez com que, lá pelo sexto chorus, uma loura platinada se "alevantasse" e começasse a dançar, inflamando toda a platéia.

Glossário do Jazz- 2a. edição
autor: Mario Jorge Jacques
editora: Biblioteca 24x7
preço: R$63,39
pedidos: biblioteca24x7 (link)

4 comentários:

LeoPontes disse...

Grande resenha. Desejo um. Como sempre digo, sou um eterno aprendiz.

Abrçs

Érico Cordeiro disse...

Caro Presidente,
O livro do Mario Jorge dignifica o CJUB e todos os blogs que se propõem a divulgar o jazz. É obre de consulta obrigatória e de leitura prazerosa - quando você se espanta já percorreu dezenas e dezenas de páginas e nem se dá conta, de tão delicioso que é o texto.
Parabéns ao Mario Jorge (já tive a oportunidade de dizer-lhe, mas não é demais repetir) e ao CJUB, por contar em suas fileiras com um companheiro tão valoroso!!!!
Abraços a todos.

José Domingos Raffaelli disse...

Prezado Mario Jorge,

Parabéns pela segunda via do seu precioso Glossário do Jazz, que certamente trará novidades adicionais.

Como anteriormente escrevi, seu espírito informativo de pesquisdador e arquólogo do jazz contribuiu enormemente para estimular e enriquecer o conhecimento dos jazzófilos brasileiros, especialmente os mais novos que tanto carecem de informação a respeito da nossa eterna "música dos músicos".

Receba meu fraternal abraço,
Raf

llulla disse...

Alô Mário Jorge, ilustre "Barão de Itaipava". O "Glossário do Jazz" em segunda e aumentadísima edição merece toda a atenção dos jazzófilos, pois é fundamental fonte de informações preciosas. Grato pela remessa e como diz o nosso Apóstolo, até já.
Reunião da AND em 17 de dezembro.
abcs.
llulla