Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

08 setembro 2009

BABA O QUE ?

Pois é, tem coisas que a gente acha que não vai ouvir nunca !
Mas aparece uma menina paulista de 22 aninhos que se instalou pelas praias do RJ com seu violão e por ser menina cresceu ouvindo outras menininhas. Então um dia resolve fazer um blues e adivinha a musiquinha que a inspirou - Baba Baby ! É isso mesmo, essa menina que se chama Maria Gadu arrebatou a musiquinha da Kelly Key, quem diria ?! uma musiquinha sem vergonha mas fez uma versão blues e ainda abusou do acompanhamento de um violão de aço, bem ao estilo. Tem que reconhecer, a menina foi abusada!
No disquinho que a menina tá lançando tem a presença do Arthur Maia, Fernando Caneca, Nicolas Krassik ... então, tem gente que gostou!
Eu confesso, eu gostei disso, não sei se quem anda por aqui vai gostar muito, mas vou deixar aí.
Agora vou comer uma bala juquinha e esperar uma nova versão blues para algum tema da Xuxa, da Turma do Balão Mágico ...
É isso, entao Baba Baby !

Som na caixa !

18 comentários:

Internauta Véia disse...

Hum hum...Babou!

Anônimo disse...

SEM COMENTÁRIOS......

figbatera disse...

É, a moça foi ousada; mas esperemos que essa "brincadeira" pare por aí e ela nos apresente o que tem de melhor.

Tenencio(Andre Tandeta) disse...

Guzz,
voce sabia que eu,membro editor do CJUB ,estou em dois CDs recentemente lançados(Victor Biglione"Uma Guitarra No Tom" e "Tributo a Ella Fitzgerald" com Victor e Jane Duboc)? Falaram do lançamento do "Tributo" puxando, claro,a brasa pra sardinha do CJUB mas resenhas sobre o disco neca de pitibiriba. Sobre o disco do Victor tocando composições de Tom Jobim ,silencio total. E outros lançamentos muito bons de musicos brasileiros passaram totalmente em branco. Mas um "exotismo" desses,nem jazz nem bossa,ganha espaço aqui.
O CJUB ja viveu dias muito melhores.Agora ou é uma mistura de "Caras com "Meia Hora"(post sobre a morte de Bill Evans) ou é qualquer coisa ,como isso aqui.
Não precisa responder. Não tenho o menor interesse em ler suas justificativas.
Acho que chegou a hora de me mandar.
Abraço

Guzz disse...

Tandeta, numa boa, não precisa disso !
admiro você, seu trabalho, sua história musical e voce sabe disso.

Não preciso mesmo me justificar e a resposta não é pra você;
o post foi provocação, aqui poucos escrevem e méritos para o joflavio, llula, o mario jacques, estes que eu tive o maior orgulho e prazer em criar as páginas temáticas aí ao lado e que não são mais atualizadas porque o acesso ao domínio está bloqueado e não foi liberado pelo flavio, que hospeda o domínio do CJUB.

eu sempre coloquei discos de lançamentos de nossos músicos, é só ver o histórico, e sempre tento manter uma agenda atualizada aqui.

o post não foi ofensa nenhuma a ninguém; mas numa coisa voce tem razão, chegou a hora de eu me mandar também !

valeu e um grande abraço a todos

Anônimo disse...

Há tempos venho acompanhando o lamentável declinio deste blog.
Parece que as pessoas que escrevem aqui fazem questão absoluta de "mostrar" que são " super conhecedores ". Ora usando termos como "schoolars" e outros ( sem necessidade ) e dizendo que uma noticia quente, é falar das privacidades dos músicos.
Isto é ENTENDER de Jazz ? Sou obrigado a concordar com o Clodoaldo Reis. Não ao que se refere ao trabalho do Vitor com a Jane, mas quando ele pergunta se o Benex ENTENDE de Jazz.
Usar termos em ingles, ou escrever com o dicionário ao lado, não quer dizer nada.
Concordo com o Tenencio, que aliás, é disparado o que mais conhece e melhor escreve, quando ele diz que isso aqui virou a Revista CARAS.
Eu sou apenas apreciador de música e achei que por intermédio deste blog eu poderia conhecer um pouco desse mundo do jazz.
Aprendi e conhecí muitas coisas com o Tenecio e o Jofla, que escrevem com conhecimento, objetividade e o mais importante, com simplicidade sem ser banal.
Dos outros,parecem aviões dando "loopings" no lugar de voar em linha reta.
Desejo que o Tenencio encontre a sua turma. Certamente essa aqui não é.

Mau Nah disse...

Prezados amigos, colaboradores e leitores: como fundador e idealizador inicial deste blog, minha intencao inicial era a de juntar num mesmo lugar, para referencia, as nossas experiencias auditivas prazerosas, para dar conhecimento das nossas boas descobertas a outras pessoas, eventualmente interessadas em ter noticias frescas do panorama jazzistico.

A nos foram aderindo, por convite e lacos de amizade construidos ao longo destes sete anos, inumeras pessoas de diferentes origens, localizacoes, extratos culturais, sexos, em suma, uma amostra real da natureza humana, suas riquezas e fraquezas tambem, sem que isso jamais fosse um problema. E acho que nunca sera.

Ninguem aqui se arvora em nada mais do que eh. Ha, sim, estilos e argumentos, que sempre puderam e podem ser rebatidos a qualquer momento.

NINGUEM E PERFEITO.

O principal norte do blog eh que a opiniao aqui eh livre! O segundo eh que, como em qualquer tribuna, falou alguma coisa que a plateia nao gosta, se arrisca a levar ovo!

Jamais um articulista foi editado aqui, o maximo que recebe eh uma gozacao ou outra via comentarios.
Assim, todos - e ninguem, ao mesmo tempo - tem razao aqui.

Se vc. leu e nao gostou, opine, ha campo para isso. Alias, sempre houve e sempre havera...
Mas opine com seu nome, sua cara, seu peito.
Fale o que quiser, eu garanto a publicacao desde que nao seja pessoalmente ofensiva. Mas que sejam dadas as possibilidades de resposta tambem, direcionadas.

Anonimato aqui pega muito mal, nao eh este um blog politico onde as pessoas precisem se esconder para defenderem uma vertente ideologica. Os termos usados pelos articulistas sao - como eu diria? - absolutamente livres (nao ha nada mais absoluto do que o termo absoluto, acho) e fazem parte do estilo de cada editor. E deveriam ser consultados, sim, ao dicionario, cada vez que se apresentem ininteligiveis, em qualquer lingua.

Estou bastante triste que pequenas dissensoes como as que este post tenha gerado venham a se transformar em um cavalo de batalha ou num motivo para que pessoas esclarecidas e amantes de MUSICA venham a se estressar nesse nivel, pondo suas paixoes aa prova por tao pouco.

Sei que os rapazes tendem a ficar mais radicais aa medida em que o tempo anda, tanto para sentirem-se no direito de esposar uma tese qualquer, quanto no de NAO se dar ao trabalho de DAR-LHES defesa digna de nota. Entendo muito bem isso pois a falta de tempo que rege nossas vidas hoje, atulhadas de coisas pequenas para fazer, nos impede de gasta-lo com minucias.

Gostaria de pedir, apenas, que houvesse uma reflexao mais sensata por parte de todos, para que nao percamos gente tao interessante em sua variedade de escolhas e gosto pessoal, afinal a Humanidade eh em si dispar e ai esta exatamente a sua riqueza.

Imaginem se todo mundo gostasse de musica sertaneja?

QUE VIVAM O JAZZ E A BOSSA, acima de tudo. O resto eh conversa fiada.

Salsa disse...

Ô, Guzz, polêmica de lado, creio que Gadu não precisava encher sua bola enchendo a bola da keylo. Parece coisa de caetano...

Tenencio(Andre Tandeta) disse...

Guzz,
quero que voce saiba que tambem tenho muito respeito por voce e serei sempre agradecido pelas varias oportunidades que contei com sua colaboração.
Dito isso vamos ao que interessa:
Guzz tem razão ao dizer que pouca gente tem postado aqui nos ultimos tempos.Cita como exceções Lula,Mario Jorge e JoFlavio,com certeza os que ultimamente tem colaborado para o blog não se esvair em total silencio. Merecem, Lula,sempre prestigiando os musicos de sua cidade, Niteroi, o que o torna unico aqui.Mario Jorge e JoFlavio tambem merecem o meu aplauso. Mario,o nosso querido Manin,figura por quem tenho admiração e carinho,tambem colabora frequentemente mas é o autor daquela perola sobre os ultimos suspiros de Bill Evans,peça de extremo mau gosto. Claro que temos que ter boa vontade com os erros dos outros. O ponto principal pra mim,e tem a ver com esse post do Guzz é o seguinte:
pensei,talvez erradamente,que o CJUB fosse como que um oasis em meio ao bombardeio de porcarias que a televisão ,o radio e a propria internet despejam sobre a cabeça dos incautos diariamente e em doses cavalares. Protestei contra esse post da cantora que faz um "releitura" de Kelly Key por achar que não cabe aqui esse tipo de musica comercial e de mau gosto e baixo nivel. quanto a ser gozação tambem não entendi.Pra mim apesar de achar que o bom humor é fundamental isso aqui não é um blog humoristico.
Caro Pres.,
entendo que voce esta no seu papel de mediar as discussões,são os ossos do oficio.Mas afirmo que sempre que postarem material musical desse nivel eu vou chiar e muito.
Quanto ao comentarista anonimo eu acho que mostrar a cara é fundamental quando defendemos nossos pontos de vista. Agradeço seus elogios mas prefiro que me critique com seu nome e sobrenome bem legiveis.
Para apaziguar os animos sugiro Bill Evans no cafe,almoço,lanche e jantar ,não tem contra indicação e é um verdadeiro balsamo para nossos corações e mentes.
Abraços a todos

Tenencio disse...

OPS!!!
Onde esta"Merecem ,Lula," leia-se:"Aplausos para Lula"....
Grato

figbatera disse...

Acho que, agora, estamos entendidos.
Muita PAZ, JAZZ e BOSSA NOVA para todos!

MaJor disse...

Se the lyrics fosse em inglês by a negro female blues singer, talvez não houvesse tanta celeuma, os blues tem cada letra!!
Vá em frente Guzz,keepin' in blues and swing.
Abraço

MauNah disse...

Mestre MaJor, como decano estradeiro que eh, matou o pau e mostrou a cobra: quanta bosta neguinho de bom nivel musical - incluo-me nisso, claro - ja ouviu, embalada em papel de presente e com arranjos mal, porca e parcamente arranjados, mas que por aparecerem em embalagem de luxo, foram recebidos como novidade, como tendencia, como vertente, e foram por algum tempo admitidos como musica. Ha pencas de exemplos pelai.

Isso sem entrar no merito das letras em ingles, que o MaJor apontou na lata...

Pra acabar com essa baboseira sem futuro, sugiro um chopp coletivo na segunda feira, depois do Blanchard na Cecilia Meirelles.

Abracos a todos.

Beto Kessel disse...

A temperatura subiu....concordo com o Mau Nah que o tempo e exiguo e a vida muita corrida. As vezes esquecemos de fazer uma das coisas que melhor fazem bem a nossa alma, ou seja ouvir musica de qualidade...

De qualquer forma,bandeira branca....

Abracos,

Beto Kessel

Tenencio(Andre Tandeta) disse...

Caro Pres.,
discordo,respeitosamente ,do seu ponto de vista e do Major tambem. Se não conhecesse voces diria que é uma grosseira manipulação. Misturando alhos com bugalhos. Como voces são pessoas altamente inteligentes creio se tratar de equivoco. Estou criticando abertamente uma postagem de musica ruim e feita com pessima intenção. Voces acham que não ha problema algum em reverberar as mesmas porcarias que a televisão e o radio programam. questão de opinião.
Os blues com letras explicitas falando de sexo são musicalmente importantes e não estão na categoria de musica comercial, apelativa, de baixo nivel e mau gosto na qual essa "perola" ai de cima se encaixa. Não sei as outras pessoas mas a mim esse argumento não convence.
Quanto as porcarias embaladas em papel de presente lembro que ja torrei a paciencia de voces criticando abertamente alguns desses exemplares da categoria "ruim de luxo",Pizzarelli ,que tantos adoram aqui no CJUB é um grande exemplo. Diana Krall mesmo com Claus Ogerman não faz outra coisa senão musicas de fundo para namoro,e olhe la. Quem acompanha minhas broncas aqui sabe muito bem disso,não gosto de musica ruim esteja embalada em papel de seda, caso desses dois que cito aqui ou em papel de pão,caso do post em questão.
Não acho baboseira me manifestar contra qualquer forma de musica que eu considere ruim e de ma intenção e alem disso fora do espirito do blog que tem la em cima escrito que é de jazz e bossa. Sei que sua intenção é pacificar os animos mas fique tranquilo que o meu animo é sempre o mesmo:só gosto de musica boa e feita com boa intenção,artistica.
Repetindo que tenho muito respeito por todos voces tentar tapar o sol com a peneira é uma tatica primaria que não esta a altura da inteligencia e da sensibilidade de voces,Pres. e Major.
Chiei e vou chiar sempre que ver essas m!@#$%¨&*erdas aqui e por favor procurem argumentos de verdade não esses panos quentes. Como dizia o saudoso Marcio Montarroyos:"meus ouvidos não me enganam". Em relação aos de voces tenho muitas duvidas.

Abraço

Tenencio(Andre Tandeta) disse...

Desculpem,pra variar,
"estou criticando abertamente uma postagem de musica ruim e feita com pessima intenção" ,não estou me referindo as intenções da postagem mas as da musica. Desculpem o portugues dubio.
Grato

edú disse...

Julie London, uma senhora de natureza pudica na vida pessoal, causava mais furor expondo parte dos ombros e as longas e saradas pernas quase sussurrando às canções - devido a frágil voz - em meados dos anos cinquenta.A faixa em tela é o chamado "som de barzinho" - aquele em q se adiciona - conforme a permissão do cliente - cinco reais na conta a titulo de couvert artístico.Como sou abstêmio há seis anos, acho simplesmente grotesco.

JoFlavio disse...

Mr. Tenencio
Eu mesmo fiz referência (post) ao último CD da Joyce (Slow Music), magnífico por sinal. Não tive acesso ainda aos 2 CDs que você participou. E no caso da Joyce, ela própria me mandou. Aí fica mais fácil "resenhar"....