Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

13 agosto 2009

ALGUMAS NOTAS SOBRE WYNTON MARSALIS

Recem chegado de uma rapida porem emocionante viagem com meus pais a belissima Washington (eles residiram la por cerca de um ano em 1959, ha 50 anos portanto), onde pude conhecer a capital dos EUA com seus inumeros e interessantes museus e a historia dos EUA, e gostaria de dizer a todos que tive o prazer de assistir na TV norteamerciana um especial com Wynton Marsalis, no qual este brilhante musico de New Orleans da uma verdadeira aula sobre o JAZZ para os jovens, mostrando com seus colegas musicos os detalhes e as nuancias, despertando nos adolescentes o interesse pela MUSICA.

Ja tinha lido sobre o trabalho que Wynton exerce a frente do Jazz at the Lincoln Center, e pude confirmar a importancia dele como um verdadeiro EDUCADOR.

Que a familia Marsalis tenha longa vida e que Wynton possa continuar levando conhecimento e cultura as geracoes que vem por ai.

Infelizmente nao encontrei o programa na internet, mas irei continuar insistindo.

De qualquer forma, segue um site com alguns comentarios de Wynton sobre diversos aspectos do JAZZ.

http://joy2learn.org/jazz/

Abracos,

Beto Kessel

Obs. 1)Duke Ellington era natural de Washington e me parece que Monk tambem era natural da capital.

2) Ao entrar num taxi na manha de domingo, tive o prazer de motorista estar com o radio sintonizado numa radio que somente toca JAZZ...Maravilha....

7 comentários:

MAJOR disse...

É isso aí Beto, Marsalis faz um belo trabalho com os jovens. Possuo uma fita VHS, um misto de documentário e atuações onde Marsalis aparece em workshops com a rapaziada.Aliás em toda universidade americana há um departamento que cuida da música afro-americana, seja jazz, blues, etc. Tive a oportunidade de conhecer pessoalmente (inclusive a audácia de entrevistar) o saudoso Jackie McLean na Hartford University no Connecticut onde dirigia o departamento de música americana, inclusive o pianista Jack Byard também lá ensinava. No Rio veio uma big band de uma universidade acho que lá pelos anos 80 na sala Cecília Meireles muito boa. Rádios que só tocam Jazz há muitas visite o site www.radiorow.com/stations/jazz.htm, espetacular e vai se surpreender com uma rádio no Rio de Janeiro - Radio ON - só que virtual e muito boa. Um abraço
Mario Jorge

APÓSTOLO disse...

Prezado BETO:

Saudações e parabéns pela viagem, já que Washington é um paraiso para a cultura.
Com certeza o que você assitiu é outro programa, mas há tempos a SONY lançou no mercado uma série de VHS (04 volumes), com Wynton no Tanglewood Music Center (convidados, entre os quais Yo-Yo Ma)instruindo uma platéia de "muito jovens" sobre o JAZZ.
A série com o título "Wynton Marsalis On Music" vem os seguintes títulos: (1) Tackling The Monster, (2) Sousa To Satchmo, (3) Why Toes Tap e (4) Listening For Clues.
É documento importante, com linguagem acessível para os "muito jovens" não iniciados no JAZZ e um senhor trabalho de Wynton.
Felizmente possuo essa série em VHS, que recomendo para todos os amantes da ARTE POPPULAR MAIOR>
Apenas "ajustando' (nada de correções, que não sou de corrigir ninguém), Thelonius S. Monk nasceu em Rocky Moun / Carolina do Norte em 10/10/1917.

APÓSTOLO disse...

Prezado BETO:

Corrigindo-me = T.S.Monk nasceu em Rocky Mount.
Abraços

Beto Kessel disse...

Caros Major e Apostolo,

Obrigado pelas dicas e informacoes adicionais.

Quanto ao Wynton e toda a familia Marsalis, ja fazem parte da cultura norteamericana, e o legal e saber que o fio condutor do patriarca Ellis (pianista qeu infelizmente nao conseguir assistir no Snug Harbour de New Orleans), foi seguido pelos filhos Brandford, Delfayo, Jason e principalemte Wynton.

Se a garotada vai ou nao ouvir Jazz, e um passo seguinte,mas pelo menos os adolescentes vao acostumar o ouvido e vao entender a musica que entra dentro da alma.

Ja imaginaram entrar num taxi num domingo pela manha e a trilha sonora ser o Jazz.

Thats all folks !!!

Beto

edú disse...

O documentário referido pelo mestre Apóstolo é produzido pela PBS já foi exibido na TV Cultura de São Paulo.Monk nasceu - como afirmou o mestre Apóstolo - no dia 10/10/17 em Rocky Mount no estado da Carolina do Norte.

John Lester disse...

Wynton é o cara.

Grande abraço, JL.

Beto Kessel disse...

Caro John Lester,

parafraseando o "grande guia" (como Elio gaspari chama o atual sindico do palacio alvorada), Wynton "is the face" (Presidente tentando traduzir ao pe da letra que Wynton e o cara).

Concordo que pouca gente no mundo do Jazz faz o trabalho de Wynton para transmitir conhecimento e educar as novas geracoes.

Sou fa dele e tambem do pai.

Adoraria ve-lo tocar num local aberto aqui no Rio, tal como fez no Ibirapuera em SP.

Quem sabe o Rio chega la.

Abs,

Beto