Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

26 março 2009

Histórias do Jazz nº 66

“O Assunto é Jazz” – Mais um herdeiro.
Já contamos em uma de nossas histórias, a alegria que nos proporcionou um email do filho de Leonardo Lenine de Aquino ao descobrir pelo nosso site o relacionamento existente entre nós como admiradores do Jazz, produtores de programas de rádio e integrantes da tropa de elite que freqüentava as Lojas Murray. Agora uma nova surpresa, um novo email que poderemos chamar de mais um “herdeiro do Jazz”, é por nós recebido e evidentemente nos emocionou pela surporesa. Eis o texto :
Oi Lula !
Sou o Guilherme – neto de Mr. Jones !! Tudo bem ???
Te achei aqui na net, colocando a busca no Google em “mr.Jones”, e claro algumas daquelas histórias maravilhosas que estão no blog muito me emocionou, pois não quero deixar acabar todas essas histórias e muitas outras mais... estou montando um blog tb – saúvas jazz club- mas está bem no comecinho e estou sozinho ainda tentando descobrir como funciona....rsrsrs
Bem, é o seguinte, gostaria muito de poder conversar pesoalmentje com vc. Estou com um projeto na cabeça, para que possa disponibilizar para as pessoas todo o acervo do meu avô, e não só discos não – como vc bem sabe; mais catálogos, livros, revistas, fitas de jam’s e claro – muitos discos !
Se vc quizer saber um pouco mais sobre isso, me liga ......... .......
Um grande abraço
Guilherme Flores da Cunha.
Claro que ficamos satisfeitíssimos com o fato de neto seguir os passo do avô. Lembro-me bem quando ele, ainda criança, ficava prestando a atenção em nossas reuniões no tempo dos “Saúvas”, lá na velha casa da Rua Nóbrega. É claro , vamos entrar em contacto para conhecer mais detalhes. O Jazz é isso aí.
llulla

Um comentário:

APÓSTOLO disse...

Mestre LULA:

Bela "caçada" de um dos pioneiros do assunto no Rio.
Que o acervo do avô seja muito bem aproveitado pelo neto, assim como o "saúvas" em montagem.