Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

25 fevereiro 2009

RANDY BRECKER EM HOMENAGEM A KIND OF BLUE

Já falamos aqui sobre a homenagem aos 50 anos do álbum Kind of Blue do Miles onde os grupos liderados por Jimmy Cobb e o trio do pianista Fred Hersch subiram ao palco do Kimmel Center (Philadelphia) e protagonizaram este tributo com muita excelência.

Dando continuidade a série, agora é a vez do trompetista Randy Brecker em apresentação no dia 7 de fevereiro último. Apresentou-se ao lado de sua esposa Ada Rovatti sax tenor e soprano, Jill McCarron piano, Steve Laspina contrabaixo e Steve Johns bateria.

A marca original de Randy Brecker vem dos Brecker Brothers, grupo fusion criado nos 70 ao lado do irmão Michael que teve a participação de outros grandes instrumentistas, entre eles David Sanborn e George Duke. O som dos 70, com ritmo mais funkeado, balançado, uma combinação do pop e dos improvisos do jazz e essa assinatura ele deixa na abertura do tema So What em referência a James Brown.

Neste tributo, Randy Brecker está bem à vontade e mesclou temas do antológico álbum com temas marcados pela assinatura de Miles, como Stella by Starlight, e alguns clássicos do Brecker Brothers. Inclusive a homenagem a Stella foi mais que especial, pois é o nome da sua filha récem nascida.
Este concerto teve a participação do filho do baterista Steve Johns, Darryl Johnson, no baixo elétrico, aos 12 anos de idade e com extrema destreza interpretando All Blues ao lado do grupo.

Deixo 2 temas na radiola - So What e Stella By Starlight

Som na caixa !

6 comentários:

John Lester disse...

O que nós não toleramos pelo amor ao jazz?

Grande abraço, JL.

Beto Kessel disse...

SO THAT...Tema antologico...No you tube tem uma Jam Session com feras tocando o tema no Programa Jazz + Jazz, que o Coutinho tinha na Globo FM...La estavam Idriss, Mauro Senise, Claudio Roditi, Sergio barroso, Pascoal Meirelles e Joyce Collins

http://www.youtube.com/watch?v=MdkWoUVUcVc

edú disse...

So What , não é Kessel?

Beto Kessel disse...

SO What...falha minha

Beto

Tenencio disse...

Randy Brecker antes dos Brecker Brothers tocou com Horace Silver tendo participado da gravação de 2 discos da Blue Note no começo dos anos 70:"You Gotta Take A Little Love","That Healin' Feelin'" e "In Pursuit Of The 27th Man",nesse formando o naipe com seu irmão Michael no sax tenor. Na decada de 90 Randy e Michael Brecker gravaram com Silver o disco "A Presciption For The Blues". Todos esses discos são excelentes ,no minimo,como tudo que Silver ja gravou ate hoje.
Ter tocado por alguns anos com Horace Silver é razão mais do que suficiente para classificar Randy Brecker como um legitimo musico de jazz. E dos muito ,muito bons.
Abraço

Tenencio disse...

Perdão:
são 3 discos que Randy gravou com Silver pela Bue Note,como esta claro.