Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

30 maio 2008

DISNEY OU LOUVRE

Hoje eu estava numa bela casa que começava a receber a mudança e pude olhar os móveis antigos e perfeitos, reunidos numa sala enorme. Eram obras primas que jamais serão produzidas com tanto primor e arte. Como eram quase trinta, entre mesas de todos os tamanhos, estantes, cômodas e cadeiras, fui apreciando detalhadamente cada um deles. No canto da sala um piano de meia cauda Baldwin. A cada peça que eu examinava, me veio a lembrança do jazz. A construção de um móvel daqueles tem tudo a ver com o jazz, desde o apurado desenho até os detalhes variados, que me lembrou os improvisos de grandes mestres.Quando móveis com todo aquele trabalho artístico deixaram de ser produzidos, o jazz também acabou abalado pela modernidade, pelas linhas retas, pela simplicidade. Elvis Presley e logo os Beatles começaram a mudar a cabeça do povo. O jazz declinou surpreendentemente, deixando um legado de obras maravilhosas, que são ainda escutadas por uma ínfima parcela de apreciadores. Assim como a Disney recebe muito mais visitantes do que o Louvre.

Nenhum comentário: