Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

21 maio 2008

ART TATUM REMASTERIZADO

A remasterização de algumas gravações antigas é quase impossível, a maioria das gravadoras tenta mas não consegue resultados apreciáveis. Muitas obras são descartadas pelas grandes gravadoras e lançadas por pequenos empresários.

Na luta pela restauração de obras do jazz, a Sony em parceria com o Zenph Studios, decidiu tentar a gravação do concerto solo de Art Tatum, de 2 de abril de 1949, no The Shrine Auditorium, em Los Angeles, utilizando a tranposição do toque de Tatum para um piano Yamaha Disklavier Pro, com a técnica do protocolo MIDI (Musical Intrument Digital Interface).

Utilizando um instrumento musical, digamos, um piano, com uma interface MIDI, um toque na tecla permite a gravação com os seguintes parâmetros: nota musical, intensidade, duração, etc. Dessa forma, um pianista que gravar no piano com essa interface, pode ter sua musica reproduzida num outro piano similar, automaticamente, como se ele o estivesse tocando.

É possível encontrar arquivos originais MIDI na internet. Chick Corea gravou vários. Qualquer computador tem um chip que permite a reprodução de arquivos MIDI, só que o som do piano, para ter a qualidade de um grand, precisa de um sintetizador moderno ou de um piano MIDI.

Voltando ao assunto. Como Tatum não gravou num piano MIDI, coube a Zenph coletar as notas tocadas e reproduzir suas nuances para que fosse tocada no Disklavier da Yamaha. E isso ela conseguiu com perfeição, graças a tecnologia atual.

O CD de Art Tatum, "Piano Starts Here", vai ser lançado no início de junho, com um som de piano perfeito. Cabe a nós, sabendo que não era o Tatum sentado naquele piano, mas com exatamente o seu toque, avaliar se essa forma de remasterização vai nos tocar sentimentalmente.

Nenhum comentário: