Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

06 fevereiro 2008

EVANS À BRASILEIRA

Tributos a pianistas como Duke Ellington, Count Basie, Bud Powell, Thelonious Monk, entre outros, sempre fizeram parte da discografia dos jazzistas de gerações posteriores. Mas nada comparável a Bill Evans. Só o pianista italiano, ótimo por sinal, Stefano Battaglia, dedicou dois CDs a Evans, seu maior ídolo. Agora a homenagem é brasileira, por conta da pianista e cantora (?) paulistana Eliane Elias (47). O fato de ser atualmente casada com o contrabaixista Marc Johnson, um dos últimos parceiros de Evans, teve influência direta no projeto, de novo sob os auspícios da Blue Note – há dois temas inéditos de Evans gravados em K7 e agora revelados por Johnson. Outra curiosidade é que Marc Johnson aparece em uma das faixas (My Foolish Heart) tocando no contrabaixo que pertenceu a Scott LaFaro, talvez o grande inovador de sua geração nesse instrumento, e que tornou-se famoso ao lado de Evans. Something For You (...sings & plays Bill Evans), o título do CD (2008), traz ainda o baterista Joey Baron.
Eliane Elias conseguiu alguma popularidade depois de seu CD Dreamer, lançado pela Bluebird em 2004. Isso porque ela optou pela fórmula muito bem explorada por Diana Krall. Ou seja, algo menos complicado em se tratando de jazz, com um vocal miúdo e tímido. Há até um arranjo para Fotografia (Jobim) nitidamente em cima do que Claus Ogerman fez em Dancing In The Dark para a Krall. Eliane volta a cantar nessa homenagem a Evans, mas a prioridade aqui é para o trio. O CD tem bons momentos sim. Johnson, o produtor, faz também uma montagem com Evans e Elias na inédita Here’s Something For You, a partir da fita K7 guardada pelo contrabaixista e só agora revelada.
Na ânsia de regravar os standards imortalizados por Evans, além das composições do pianista, Elias economizou tempo, ponto questionável do CD. São 17 faixas, sendo que apenas uma chega a 5 minutos. Mas o trio se comporta bem, com Johnson em grande forma. Claro, a paulistana não perdeu a oportunidade de fazer a sua versão para Minha (Francis Hime), como contribuição brasileira ao repertório de Bill Evans, além de um tema próprio chamado After All, dedicado ao já legendário pianista de New Jersey.

01. you and the night and the music 3:17
02. here is something for you 2:58
03. a sleepin’ bee 2:51
04. but not for me 3:51
05. waltz for debby 4:05
06. five 4:59
07. blue in green 4:50
08. detour ahead 4:32
09. minha (all mine) 3:13
10. my foolish heart 5:01
11. but beautiful/here’s that rainy day 4:25
12. I love my wife 2:54
13. for nenette 2:53
14. evanesque 3:23
15. solar 3:11
16. after all 4:29
17. introduction to here is something for you (*) 2:13

Blue Note (2008)
Eliane Elias – piano, vocals, composer
Marc Johnson – bass, producer
Joey Baron – drums
Bill Evans – piano (*), composer
……………………………………………
AMG @@@@1/2
.......................................................
PS. 18. re: person I knew 3:33 (bonus track edição japonesa)

Nenhum comentário: