Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

30 agosto 2007

MUSEU DE CERA # 27 - JOHNNY DODDS


Johnny Dodds foi um dos maiores clarinetistas dos anos 1920, formando na famosa trinca oriunda de New Orleans com Jimmie Noone e Sidney Bechet, apesar de muitos historiadores e críticos acharem Dodds de técnica inferior, mas em nossa opinião nunca deixou de ser, com ou sem tanta técnica, um poderoso intérprete dos blues cheio de soul e emoção. Aliado a magníficos músicos como Louis Armstrong, King Oliver, Lovie Austin e Jelly Roll Morton deixou registros excepcionais. Era um mestre na improvisação coletiva característica da escola de New Orleans e com justiça fez parte do brilhantismo dos Hot-Five e Hot Seven de Armstrong.
John M Dodds, nascido na cidade de Waverley na Lousiana a 12abril/1892 começou na música tocando a guitarra e aos 17 anos iniciou seu aprendizado ao clarinete tomando lições com Lorenzo Tio Jr outro grande instrumentista de New Orleans.
Trabalhou de 1912 a 1919 com as principais bandas que iniciaram a música hot como a de Kid Ory e a de Fate Marable, depois Dodds e seu irmão baterista Warren "Baby" se fixaram em Chicago onde trabalharam no Bert Kelly's Stables de 1924 a 1930 com o cornetista Freddie Keppard.
Durante os anos 20 gravou com a Oliver's Creole Jazz Band, Jelly Roll Morton e a pianista Lil Hardin-Armstrong. Atuou nos magistrais grupos liderados por Louis Armstrong o Hot-Five e Hot- Seven. Nos anos 30 liderou algumas bandas nos clubes de Jazz: Three Deuces, New Plantation, Calahan's, Lamb's Cafe, 47th and State, dentre outros e gravou sob seu próprio nome freqüentemente com o cornetista Natty Dominique.
Em janeiro de 1938 fez sua única viagem à Nova York para uma sessão de gravação e no seu retorno a Chicago fixa residência no Club 29.
Em maio de 1939 sofre um forte ataque cardíaco ficando inativo por um período, retornando às atividades em janeiro de 1940 no 9750 Club formando no quarteto de seu irmão Baby. A 8 de agosto de 1940 falece pouco antes do início do movimento Revival do Jazz Tradicional, uma pena pois a presença de Dodds teria sido de enorme valia.
Johnny Dodds representou a forma mais pura da escola New Orleans do clarinete, ou seja o trio polifônico com o cornetim e o trombone, sempre mantendo a coerência de seu estilo em todas as formações que integrou, empregando com maestria o vibrato e o chalumeau (registro grave do clarinete).
Selecionar uma de suas gravações é tarefa difícil tal a quantidade de excelentes atuações tanto em pequenos grupos ou em formações mais completas tais como: Johnny Dodds Trio; Johnny Dodds Washboard Band; Beale Street Washboard Band; Johnny Dodds Hot Six; Johnny Dodds' Black Bottom Stompers; Dodds And Parham; Johnny Dodds and his Orchestra e Johnny Dodds And His Chicago Boys.
Alguns temas de seu grande desempenho como líder, verdadeiras obras primas de seu estilo encontram-se em: After You've Gone, Blue Clarinete Stomp, Weary City, Bull Fiddle Blues, Weary Blues, Gatemouth, e ainda Wild Man Blues com J. R Morton; High Society Rag com King Oliver; Alligator Crawl, Gut Bucket Blues e S.O.S. Blues com Louis Armstrong e Clarinet Wobble com Lil Hardin.
Bem, como já dissemos se torna difícil a escolha, então são postados 2 temas: High Society Rag onde se pode ouvir a magnifica atuação em uma ensemble típica de New Orleans e Clarinet Wobble acompanhado somente por guitarra e piano mostrando sua esplêndida sonoridade nos registros agudo e grave.
HIGH SOCIETY RAG (Melrose – Steel) – King Oliver's Jazz Band – King Oliver (cornet e líder), Louis Armstrong (cornet), Honore Dutray (tb); JOHNNY DODDS (clarinete), Lil Hardin (pi), Babby Dodds (bat); banjo e sax-baixo desconhecidos.
Gravação original: 22/jun/1923 – selo: HRS - Hot Record Society 12 - Chicago
Fonte: CD - Great Original Performances 1923-1930 - King Oliver – selo: Louisiana Red Hot – 1998 - USA
CLARINET WOBBLE (Johnny Dodds) – Johnny Dodds (cl e líder), Bud Scott (guitarra) e Lil Hardin (pi).
Gravação original: 21/abril/1927 – selo: Brunswick 3774-B – Chicago.
Fonte: CD - Clarinet Wobble - Import - Johnny Dodds – selo: Phantom 222423 – 2006 – Germany.


Nenhum comentário: