Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

08 junho 2007

CUMÉQUIÉ???

Um pouco na linha do Mestre Llulla, implacável na vigília sobre o que se escreve [des]informando ao público em veículos de grande circulação ou especializados (onde as besteiras tomam vulto maior), fiquei de início feliz e depois estarrecido hoje, ao saber, através da matéria da jornalista Julia Motta no Caderno RioShow do O Globo, que inicia-se hoje no CCBB uma série chamada de Música do Pan, que pretende trazer, durante quatro fins de semana, amostras da produção musical de nove países da vizinhança.

Segundo a nota, hoje e amanhã apresenta-se, no Teatro 3 daquele Centro, o excelente pianista e compositor Pablo Ziegler, que tocou por vários anos no quinteto do fabuloso (e falecido) Astor Piazolla, e que vai tocar um repertório misto de tangos e improvisações jazzísticas. Fiquei feliz, já que pude assistí-lo no Mistura Fina há alguns anos e seu concerto valeu cada centavo, em termos de execução e emoção, e acho que isso deverá se repetir hoje.

Mais feliz fiquei em saber que no domingo será a vez de Ravi Coltrane, expoente dos saxes alto e tenor, filho do legendário John e hoje considerado um ótimo profissional, independentemente do sobrenome de peso. O que de fato me deixou estarrecido foi a redação da repórter. Ipsis litteris: "Considerado o melhor sax tenor da atualidade pela revista Downbeat, ele se apresenta ao lado de Coleman Hawkins, Lester Young e Sonny Rollins".

Para ser muito condescendente, pode ter me parecido "lógico" que ela tenha se referido, em mau português, à apresentação na revista. Mas quem está lendo uma matéria sobre um espetáculo específico num determinado local e lê que Ravi vai se apresentar ao lado de fulano e beltrano, pensa, de imediato que essas pessoas o estarão acompanhando ali. Principalmente se não entenderem alguma coisa sobre jazz ou não forem leitores do CJUB.

Pois o que seria difícil, no caso de Sonny Rollins - e então a mesma matéria versaria sobre ele e não Ravi - restaria impossível no caso dos outros dois monstruosos tenores, há muitos anos tocando exclusivamente na Heavenly Clouds Big Band. O erro se repete no tijolinho da página 29, de forma crassa, ao dizer que Ravi "faz show ao lado de Coleman, Lester e Rollins".

Não se fazem mais editorias como antigamente.

Para amenizar: na mesma página 26 do caderno citado, nota sobre as apresentações, hoje da ótima Luciana Souza acompanhada de Romero Lubambo ; em seguida, Dom Salvador , com Dick Oatts (sax/flauta), Sergio Barrozo (baixo) e Duduka da Fonseca(bateria), na Sala Cecília Meirelles. Programaço.

Abraços.

Nenhum comentário: