Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

28 junho 2002

Uma nota triste: queria registrar aqui minhas sinceras condolências pelo falecimento, no dia de ontem, da mãe de nosso amigo e co-fundador, José Sá Filho. E dizer que estaremos juntando nossas preces às de sua família, neste momento de dor pela sua inestimável perda.

26 junho 2002

Agradeço, de novo, agora em público, ao nobre editor, MN, pela gentileza de ter feito uma cópia do Canzione (Aldo Romano) para mim. Espero, contudo, que ele ache o original dele.
DB

20 junho 2002

É seu Nahoum, de fato foi uma apresentação perto do primor, obviamente para quem goste de piano e voz, que reconheço não é muita gente, e nesse caso fico com a excessão.
Com relação ao problema segurança, principalmente na nossa ainda Cidade Maravilhosa, recomendo a leitura da coluna do Jabor no Globo de ontem, para também tecermos comentários.
Queria informar que adicionei aos links, em "INDIGNADO?," um outro blog, de minha responsabilidade exclusiva, o "Daily Speaker News Co.", onde dou vazão a grande parte da minha raiva com o estado das coisas, principalmente no que tange ao estado de insegurança em que vivemos. E aproveito para citar o Agamenon, que hoje no Globo lembra uma antiga charge do Veríssimo a respeito das cercas e grades que "protegem"os condomínios, na qual um morador "em segurança" olhava para a rua pelo buraco de uma porta de ferro e via uns bandidos mascarados passeando à vontade.
Disse, reversamente, o bom Agamenon, a respeito de Bangu 1: "um condomínio de segurança máxima que o governo construiu para proteger os bandidos da violência no Rio". Genial...
Pude ir ontem em companhia de um grupo excepcional, ao Teatro Rival para rever a César Camargo Mariano e Leny Andrade. Não há mais nada a se dizer sobre César além de reconhecer nele um "MESTRE!" . E que sua ausência do país por (já) 9 anos é uma perda irreparável para a nossa cena musical, sob qualquer angulo.
Já a profissionalíssima Leny Andrade tem seguidores mais ou menos fervorosos, que apreciam em maior ou menor intensidade seu timbre e sua maneira peculiar de interpretação. Particularmente, sou dos de menor intensidade portanto deixarei para o Professor Sazz a digressão sobre a noite, que pelo que senti será, no mínimo, apaixonada. A mencionar a excepcional presença de público, que já esgotou os ingressos para as 3 noites da apresentação.

19 junho 2002

Como prometido segue a cotação do cd do A.Meneses & Cristina Ortiz @@@@ - muito bonito e recomendo para a cdteca, daqueles que curtem Villa-Lobos.
Hoje teremos a estréia no Rival do show da Leny Andrade, acompanhada pelo Cesar C.Mariano ( piano ) hà muito tempo distante dos palcos do Rio. VAMOS CONFERIR...

18 junho 2002

Como Jack "the ripper" vamos por partes; primeiro para dizer que tenho o McLaughlin tentando interpretar Bill Evans @@ ( gostou MN ? ) e sinceramente fica devendo...depois pra dizer, que se houver alguma representação molecular, auricolar ou qq lar da vida, deveria ser algo fora de serie, pois aqui pra nós ( e para a torcida do mengão ) existe alguma bebida melhor do que o velho "scoth" . Porra MN deixa essa m**** só para o gim, que aliás só é bom a beira de uma piscina e mesmo assim com reservas.
Finalmente informo, que acabei de adquirir mais 1 cd precioso do Fresu ( "Wanderlast" @@@@ ), bem como o do Antonio Meneses e Cristina Ortiz, interpretando obras do Villa-Lobos para cello e piano, o qual ainda não ouvi. Portanto a cotação (@) fica para a próxima.
Bye, bye.

17 junho 2002

Recebo, diretamente de Paris e de um bom conhecedor de jazz, duas dicas que, vindo de quem vêm, são importantes para o acervo: uma, a de ouvir Eric Watson, um pianista de mãos cheias; a outra, ao disco de John MacLaughlin interpretando Bill Evans, o que pode soar estranho mas dá uma curiosodade imediata. Então às obras, e quem souber que fale alguma coisa. À bientôt...

16 junho 2002

Como a tecnologia nos supreende a cada dia que passa. Vejam abaixo como é a representação molecular do uísque escocês!

Quem diria que além do ótimo paladar, ainda teria essa aparência no microscópio...
A do gin não fica atrás. O site ainda traz outras coisas absolutamente incríveis em termos de fotografia molecular. Para visitar quando chegar em casa depois das 2 e meia da matina, ouvindo Bennie Wallace e num zintendendo nada...

15 junho 2002

Em relação aos últimos comprados, lá vai:

Steve Tyrrell, Standard Time : tem uma voz rica e rouca e interpreta como se vê pelo título, apenas standards da música americana, jazz ou não. Se você gosta do timbre do Doctor John, pode comprar sem erro; Nota: @@@,5

Blas Rivera, Blas: a despeito do time que o acompanha, dentre os quais vários ex companheiros do Piazzola, Blas está longe do mestre e interpreta temas tristonhos de modo eficiente mas sem gerar maiores empolgação ou emoção. Nota: @,5

Van Morrison, Down the Road : um típico disco do mestre do BBB, blues de branco britânico. Com todos os elementos de seus discos mais recentes (que inspiraram a David Grey e a Dave Mathews), sua harmonica e levada característica, o velhinho ainda bota muita gente para dançar. Roça o jazz em 2 faixas somente, as demais são o melhor blues que uísque e neblina podem produzir. Nota: @@@

Queria lançar hoje uma medida de qualidade para que possamos dar as avaliações aos discos aqui mencionados, para que os demais se guiem. Como a nota será de quem resenhar, sempre caberão as avaliações dos outros interessados, de maneira democrática. Sugiro inicialmente que as "notas" de 1 a 5, valendo meias notas, sejam representadas pelo símbolo "arrôba" ou seja, @. Primeiro, porque confere peso às notas; depois porque se olharmos bem, parece uma orelha! Acho que tem a ver!
Assim, Kind of Blue do Miles Davis teria cotação: @@@@@; E por aí vai.

14 junho 2002

Partabéns ao MN, pois o CD Canzione, do Aldo Romano, com Paolo Fresu, está esgotado nos EUA e na Europa. O disco é uma pérola. Estou à caça. DB

10 junho 2002

RECOMENDO A TODOS VISITAREM A NOVA LIVRARIA DA TRAVESSA, INAUGURADA ONTEM ( EXCEÇÃO AO CAFÉ ) ONDE FUNCIONAVA O RESTAURANTE ESTAÇÃO, NA VISCONDE DE PIRAJÁ ALTURA DO 550.

08 junho 2002

Uma teoria antiga mas engraçada:
Quando uma manada de búfalos é caçada, são os búfalos mais fracos e lentos, em geral doentes, que ficam para trás do rebanho e são mortos primeiro. Essa seleção natural é boa para a manada como um todo, porque aumenta a velocidade média e a saúde de todo o rebanho pela matança regular dos seus membros mais fracos.
De um jeito muito parecido, o cérebro humano pode operar apenas tão depressa quanto seus neurônios mais lentos.
Beber álcool em excesso, como nós sabemos, mata neurônios, mas naturalmente ele ataca os neurônios mais fracos e lentos primeiro.
Neste caso, o consumo regular de uísque elimina os neurônios mais lentos, tornando seu cérebro uma máquina mais rápida e eficiente...
Assim sendo, dava para me trazer mais gelo, por favor???

07 junho 2002

Mauro e aos demais (não sei quem exatamente, mas creio ser isto apenas um detalhe).
De fato não foi das mais auspiciosas aquisições (Van Morrison voltando ao Rock, salada latina com o Blas e Tyrrell what ???), enfim vamos aguardar seus comentários a respeito.
Quanto a gravação do especial MPB para a TV japonesa, sugiro ao Fraga que teça sua opinião a respeito, para haver maior isenção.
Finalmente com relação à Stacey Kent, informo aos interessados que comprei seu último lançamento chamado "In Love Again" já tendo feito cópias para o Fraga , e para o Liuzzi, e trata se de um belo cd com apenas musicas do Richard Rodgers.

06 junho 2002

Aviso aos rapazes e moças que, em incursão noturna à Modern Sound ontem, em busca do último Van Morrison -Down the Road-, achado e adquirido, topei também com um Steve Tyrrell -Standard Time-, e um Blas Rivera novo -Blasé- em companhia de Pablo Ziegler (ex piano do Piazzola), Vitor Biglione -esse onipresente e competente bicónazo- e o nosso exímio soprador e galã Raulzito Mascarenhas, fazendo parte do time. Os discos estão presentemente no carro, sendo apreciados com calma, para depois botá-los à disposição da galera, com os comentários pertinentes. Quem já tiver algum e quiser comentar, por favor...
::::::::::

03 junho 2002

Outra interessante ilustração, que tem tudo a ver com o CRJFUC.
Confiram:
Agora é hora de futeba, outra das diversões da galera aqui do pedaço (ou pelo menos parte dela). Então fiquem com a torcida organizada do CRJFUC, que torce vendo o jogo na TV sem som, ouvindo um jazzinho, fumando um charutinho e tomando cafézinho, pois uísque 'as 8 da manhã não dá, né ? VADE RETRO GALVÃO BUENO!!!